O Kart Explicado – Torque das Barras de Torção e Para-choques


Crédito Foto: seventh-gear

Crédito Foto: seventh-gear

Em nosso primeira matéria sobre kart, você aprendeu que o chassi do kart se torce e flexiona para absorver as irregularidades do solo, manter as rodas sobre a pista e criar o efeito diferencial em curvas. Também ficou claro que todo o chassi possui diversos pontos onde se pode efetuar um ajuste fino, e assim alterar a rigidez do chassi. Um desses pontos são as Barras de Torção e Para-choques.
Em determinados pontos do chassi existem barras aonde o torque de seus parafusos alteram o nível de rigidez do chassi, consequentemente o grip. No entanto, alguns chassis não saem de fábrica com essas barras, são adquiridas por fora como acessório. Em geral, as barras de torção são cromadas e estão localizadas em três pontos do chassi:

  1. Dianteira;
  2. Garrafão;
  3. Traseira.

Barra de torção dianteira:

front-torsion-barO objetivo aqui é trabalhar o grip da parte dianteira do kart, quanto mais torque for aplicado aos parafusos da barra, mas rígido ficará aquela sessão do chassi, consequentemente você obterá mais grip. Ao reduzir o torque de aperto, menos grip será obtido, menor ainda será quando se retira totalmente a barra.

Barra de torção lateral(garrafão):

Barra de torção é a sessão cromada, e os parafuso regulam sua rigidez. Crédito Foto: Italkart

Barra de torção é a sessão cromada, e os parafuso regulam sua rigidez.
Crédito Foto: Italkart

Esta barra se localiza próximo ao assento, do lado esquerdo. O torque dos seus parafusos controlam a rigidez da parte central do chassi. Quanto mais apertados estiverem, mas grip o chassi terá, e quanto menos apertados estiverem os parafusos, o chassi irá trabalhar mais e menos grip será obtido. Neste ponto também há opção de retirada total da barra.

Barra de torção traseira:

Sessão cromada é a barra de torção. Crédito Foto: Motoriq

Sessão cromada é a barra de torção.
Crédito Foto: Motoriq

A barra de torção traseira fica instalada próxima ao eixo. Funciona da mesma forma que as demais barras, aplicando um torque maior sobre os parafusos, obtém-se maior rigidez, e aplicando menor torque, menor rigidez naquele ponto do chassi. Além disso, é possível também alterar a posição da barra, pois está possui uma sessão chata, que quando montada na horizontal proporciona menor rigidez, e quando montada na vertical proporciona rigidez máxima. Este ajuste também pode ser feito na barra de torção dianteira.

Na pista:

As barras de torção são semelhantes as barras estabilizadoras dos carros, mas neste caso elas controlam a torção do chassi. Fazem parte de todo o ajuste do kart após a parte de ackerman e alinhamento. Um torque menor é utilizado quando a pista é muito abrasiva, ou que já possui o trilho de borracha, deixando o chassi mais suave, acompanhando as irregularidades da pista, ajudando nas frenagem e saídas de curva. Enquanto que em condições de pista com asfalto pouco abrasivo as barras devem receber maior torque de seus parafusos, e até mesmo serem montadas em posição vertical, se possível.

Para-choques:

Os para-choques do kart são feitos em materiais plásticos que amassam e desamassam com facilidade, é difícil imaginar que estes influenciarão na rigidez do chassi. Mas, seus suportes, sim. Estes possuem influencia na rigidez do chassi, embora em menor escala se comparado com as barras de torção.

Travessa do para-choques dianteiro:

As setas indicam o parafuso aonde é feito o ajuste da rigidez da travessa dianteira. As setas indicam o parafuso aonde é feito o ajuste da rigidez da travessa dianteira.

As setas indicam o parafuso aonde é feito o ajuste da rigidez da travessa dianteira.
As setas indicam o parafuso aonde é feito o ajuste da rigidez da travessa dianteira.

A regulagem deste é feita pelo parafuso(allen) que liga a barra ao chassi. É um ponto aonde se pode obter um grip extra na dianteira. Basta aplicar um torque maior nos parafusos. Com menor torque, o conjunto fica mais maleável. Neste ponto, o aperto em excesso pode danificar o parafuso.

Barra do para-choque traseiro:

Fica localizada próximo a barra de torção, e possui o mesmo efeito, porém com menor intensidade. Quando aplicado maior torque na barra, maior rigidez ao conjunto é obtido, e consequentemente maior grip, por outro lado, quando menor o torque, menor o grip. Alguns modelos de chassi utilizam tipos de para-choque que dispensam totalmente essa barra, sendo então retirada.

Barra para-choque lateral:

Barra do para-choque lateral. Ajustes efetuados pelo aperto dos parafusos. Crédito Foto: nevadakartsport

Barra do para-choque lateral. Ajustes efetuados pelo aperto dos parafusos.
Crédito Foto: nevadakartsport

Da mesma forma que as regulagem acima, nesta a reposta é obtida quando kart está em curvas. Quanto mais rígida, mais grip, e quanto menos rígida, menos grip. No entanto, é comum para muitas equipes manterem estas com uma regulagem de torque mais branda, pois o kart acaba amarrando lateralmente, por outro lado, em alguns chassis recomenda-se trabalhar sempre com um regulagem rígida.


Auto entusiasta, piloto virtual, técnico em Manutenção e Mecânica Automotiva, estudante de Engenharia Mecânica. Automobilista nato!

Your Turn To Talk

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instagram