Injeção Eletrônica: Bomba de Combustível

bec1As bombas elétricas de combustível passaram a substituir as bombas mecânicas quando o sistema de alimentação do motor passou a contar com a injeção eletrônica. Com a baixa pressão das bombas mecânicas(1,75-2,1 Bar) muito do combustível bombeado para o carburador se perdia nas paredes do coletor de admissão, desperdiçando combustível.
O advento da injeção eletrônica trouxe consigo as bombas elétricas, que conseguem manter uma pressão alta e constante(3-6,5 Bar), e consequentemente a injeção de combustível na melhor forma possível, a pulverização. Esta facilita que a mistura do combustível com o ar ocorra de forma mais homogênea.
Devido ao funcionamento contínuo, a bomba elétrica precisa além de ser refrigerada, também lubrificada para que sua vida útil não seja reduzida. A evolução dos sistemas de injeção contou com dois tipos de bombas elétricas de combustível:

  • In tank;
  • In line.

bec2As diferenças entres os dois tipos de aplicação das bombas elétricas de combustível estão diretamente ligadas a sua vida útil e a performance do motor, visto que devido ao seu funcionamento contínuo, o aquecimento da bomba é inevitável, além da necessidade de que os componentes móveis internos sejam lubrificados. Devido a essas necessidades a configuração in line pouco a pouco foi saindo de cena, pois apenas a passagem do combustível não era suficiente para refrigerar a bomba. Então surgiu o chamado Módulo de Combustível, que passou a existir quando as bombas tornaram-se in tank(dentro do tanque de combustível). Este sistema passou a incorporar outros componentes importantes para o sistema de alimentação, como o regulador de pressão e o sensor de nível do combustível, tudo isso dentro de um invólucro que também está contida a bomba elétrica. As vantagens desse sistema são as poucas perdas de combustível por evaporação que ocasionavam a perca de pressão dos injetores, e a maior durabilidade da bomba devido estar sempre em contato com o combustível, sendo refrigerada e lubrificada(a gasolina possui uma ação lubrificante sobre a bomba).

Existe três tipos básicos de bomba de combustível(a bomba em si):

  • Bomba de roletes;
  • Bomba centrífuga;
  • Bomba de engrenagem.

Todos os três tipos de bomba possuem funcionamento semelhante, diferenciando-se apenas em seus componentes.

  • Bomba de Roletes: É constituída de um excêntrico dotado de ranhuras, em cada ranhura do excêntrico existe um rolete. Estes são ligados aos canais que sugam o combustível e que enviam o combustível com pressão de sistema para o tubo distribuidor(flauta);bec4
  • Bomba Centrífuga: É constituída de um rotor(turbina) dotado de diversas pás(aletas). A turbina está ligada a tubulação de sucção e a de saída para o tubo distribuidor;bec3
  • Bomba de Engrenagem: É constituída de um rotor e uma engrenagem interna. O rotor é ligado a tubulação de sucção e a de saída para o tubo distribuidor.

As três aplicações acima sugam e pressurizam o combustível a partir do movimento giratório de seus componentes, no caso disco de ranhuras, ou turbina, ou rotor. De acordo com o tipo da bomba, os componentes citados estão ligados ao eixo do induzido de um motor elétrico, quando o relé é ativado pela ECU, este transmite o sinal a bomba que tem seu motor elétrico ativado. O movimento suga o combustível do tanque e o empurra para a tubulação de saída em direção ao tubo distribuidor.
O excesso de combustível bombeado retorna ao tanque através da ativação do Regulador de Pressão.

Válvula de Retorno ou Regulador de Pressão:

bec5A função do regulador de pressão é manter a pressão no sistema de alimentação de forma que os bicos injetores pulverizem a quantidade ideal de combustível. Como a pressão influencia na quantidade de combustível a ser injetado, o regulador de pressão está calibrado para liberar combustível para retornar ao tanque caso a pressão no sistema exceda um valor pré-determinado.

Basicamente é constituído de uma mola, membrana e válvula. Enquanto a válvula estiver fechada, o combustível terá apenas os orifícios calibrados dos bicos injetores para sair, e então a pressão tende a crescer com o funcionamento do motor. Atingindo determinado valor de pressão, a força dessa pressão empurra a mola do regulador fazendo a membrana se deslocar, e assim a válvula ligada a membrana se abre e libera passagem de combustível para tubulação de retorno, e então é feito o controle de pressão do sistema.

A posição da válvula de retorno pode variar de acordo com o projeto:

  • Regulador de Pressão no tubo distribuidor;
  • Regulador de Pressão no tanque de combustível;

Quando a regulador de retorno localiza-se no tubo distribuidor, o excesso de combustível que chega ao tubo retorna ao tanque por um duto de retorno após a abertura do regulador de pressão. Esta configuração possui a desvantagem do combustível esquentar durante o retorno do motor para o tanque, aumentando a temperatura do combustível no tanque, gerando mais vapores de combustível e menor autonomia do motor.

Na configuração de regulador de pressão no tanque, mais precisamente dentro do módulo de alimentação de combustível, o aquecimento do combustível no tanque é consideravelmente menor, o que ajudar a manter o veículo dentro dos limites rigorosos de emissões de poluentes(nesse caso, evaporativas). Assim é enviado para o tubo distribuidor a quantidade exata de combustível a ser injetada pelos injetores, podendo se economizar cerca de um terço de combustível perdido por evaporação.

Módulo de Alimentação de Combustível:

bec6Após as diversas aplicações de motores com bombas mecânica, o sistema evoluiu e passou a contar com bombas elétricas(in line), no entanto o sistema de injeção eletrônica deu outro passo a frente quando adotou o módulo de alimentação de combustível. Trata-se reservatório que contem, além da bomba elétrica, diversos componentes relacionados ao sistema de alimentação de combustível:

  • Reservatório;
  • Bomba elétrica;
  • Sensor de nível de combustível;
  • Pré-filtro;
  • Filtro;
  • Conexões elétricas.

Como um automóvel, mesmo sendo de baixo custo, pode atingir grandes velocidades, a movimentação de combustível dentro do tanque pode prejudicar o fornecimento de combustível para o motor, e assim a dirigibilidade do veículo. No módulo de alimentação, seu próprio reservatório garante que o combustível esteja próximo a bomba elétrica e pronto para ser enviado ao motor, além disso, essa configuração ajuda a manter a bomba lubrificada e bem refrigerada.
O combustível entra no módulo passando por um pré-filtro, e saí deste passando através de outro filtro pós-bomba. Ambos são isentos de manutenção.

Ligado a bomba, existe um sensor de nível de combustível, que através de uma boia ligada a uma haste, movimenta um potenciômetro que informa diretamente ao painel a quantidade de combustível no tanque.

A bomba elétrica de combustível é ativada através de um relé se, e somente se houver sinal proveniente do sensor de rotação do motor. É muito comum ouvir a bomba pressurizar a linha assim que é detectado uma abertura de porta, e/ou ao ser virada a chave sem ligar o motor. Neste caso a bomba funcionará por apenas 2-5 s, e caso o motor não seja posto em funcionamento, a bomba será desligada. Durante o funcionamento do motor, a bomba permanece em funcionamento constante sobre qualquer regime de trabalho do motor, mas pode vir a parar se caso alguns dos fatores abaixo ocorrerem:

  • Queda de rotação do motor para menos de 50Rpm;
  • Em caso de colisão, caso o veículo possua interruptor inercial.

 

Auto entusiasta, piloto virtual, técnico em Manutenção e Mecânica Automotiva, estudante de Engenharia Mecânica. Automobilista nato!

  • airtofreire2@gmail.com

    Muito Legal as Informaçoes

  • Artur Freitas

    Desde fev 2003 atuamos no ramo de injeção eletrônica. Envie suas dúvidas e sugestões

  • Anderson tenho um voyage 1.0/ 2010, ele ta falhando muito e pela manha dou a partida 3 ou 4 vezes para poder ligar e se treme todo, depois de alguns minutos normaliza e fica na rotação normal do motor. Já troquei as velas, a bomba de combustível já foi verificada tá boa. mas de dez em dez dias tenho que estar limpando as velas, ai fica normal. E agora está acendendo a luz da injeção eletrônica no painel. não entendo nada de carro. Me ajude por favor, que será que tá acontecendo?

    • Oi Rosilene, tudo bem ?
      Olha, acredito que o problema do seu carro está no motor, não sei exatamente pois não vi nada. Mas, tenho certeza que a contaminação das velas e um simples teste de compressão dos cilindros já podem apontar para a causa raiz do problema.

  • Boa Noite Anderson, gostei muito das informações, são muito bem fundamentadas.
    Me fez acreditar na sua capacidade a ponto de pedir uma sugestão/solução para o meu problema.
    Coloquei injeção monoponto num opala 74, 4 cil, o carro ficou perfeito, espetacular. Ocorre que a bomba “ronca” muito e quando ando muito devagar, tipo num estacionamento de shopping procurando vaga, me parece que ela esquenta muito e começa a falhar. Eu acredito que seja pelo sistema de retorno que fizemos. O combustível sai do tanque, entra num “T”, passa pela bomba, vai até a TBI e retorna nesse “T”. Acho que esse retorno deveria voltar para o tanque mesmo, mas aí tem aquele lance de esquentar o combustível e evaporar como vc disse acima. Tem como você me ajudar?
    obrigado

    • Caro Marcos, seria interessante que você colocasse o retorno após a bomba, ou conseguir uma bomba atual com o retorno embutido. O grande problema de evaporação do combustível, era por que o retorno era localizado na flauta, o que acarretava em dificuldades de partida com o veículo quente(motor em temperatura de trabalho) e retornando ao tanque combustível quente e aumentando a evaporação também no tanque.
      Talvez a bomba ronque dessa maneira devido a falta de combustível, pois o retorno está antes dela… Seria bom ver o esquema com uma bomba atual que te falei, com retorno embutido. No mais, desejaria muito ver esse Opala, deve ter ficado muito bom mesmo…
      Abraço, espero ter ajudado.

  • Leonardo Wormsbecker

    Legal continue com suas dicas, vivendo e aprendendo .

  • Eu queria bota um sistema de turbo no meu novo focus v16 2.0. E eu queria saber se essa bomba elétrica ajuda com o preservação do moto já que falao tanto q o turbo limita a durabilidade do motor do carro parcero

  • Olá, tenho um New Civic 2010 1.8 16V Flex Automático. Gostaria de saber se tem como aumentar a pressão da bomba de combustível, a fim de dar maior força ao motor. Isso procede? Abraços.

  • Olá Anderson, estou com um problema! Meu carro (uno fire, 2005, flex) marca o nível de combustível até quando o tanque está um pouco a baixo de meio tanque (marca proximamente certo, conferi completando o tanque) no entanto, quando o nível do tanque está abaixo disso, o ponteiro não desce mais, fica marcando quase meio tanque! Esse problema seria realmente a boia? Meu mecânico falou que quando eu quiser trocar gasolina/etanol, tenho que esperar acender a luz da reserva, no entanto, como o ponteiro não marca abaixo de meio tanque a luz não acende! ele falou q tenho que arrumar isso, pois o sistema trabalha de maneira integrada e a luz precisa acender, isso realmente procede?

    Abraço

  • tenho um gol ano 96 e ele sempre fica tremendo e falhando quando estar frio.depois que esquenta fica melhor o que posso fazer.o mecânico falou que é injusto eletrônica.oque posso fazer

  • Anderson, tenho uma dúvida, você comentou sobre a bomba ligar sem dar a ignição, em que sistema de injeção eletrônica isso acontece?

  • Pingback: Sistema de alimentação por Carburador | Carros Infoco ()

  • BOM DIA, MEU GOL, POR TRES VEZES EM QUE EU ABASTECI COM UMA MISTURA DE ALCOL/GASOLINA, ACENDEU ALUZ DA INJEÇÃO E FICOU FRACO. DEPOIS, VOLTOU AO NORMAL ANTES, EU ESTAVA ABASTECENDO SÓ COM GASOLINA, JÁ HAVIA UM ANO. ISSO PODE ACONTECER?

    • Sim. Este tipo de situação acontece quando você abastece o carro com um determinado combustível, o utiliza totalmente, faz um novo abastecimento com outro combustível e então desliga o veículo sem ter rodado ao menos 8km. Isso acontece pois o sistema não consegue reconhecer a tempo qual tipo de combustível está no tanque, como o combustível mudou, e ao tentar liga-lo a ecu continua enviando pulsos as bicos injetores como se fosse o último combustível após o abastecimento. Este evento não acontece sempre, mas é uma boa prática, caso abasteça com um novo combustível, rodar com o veículo pelo menos 8km.

  • Pingback: Sistema de alimentação por injeção eletrônica | Carros Infoco ()

  • Pingback: Sistema de alimentação por injeção eletrônica GDI | Carros Infoco ()

  • Sérgio Augusto

    Ola!
    Tenho uma bomba de combustível de injeção direta e eu a uso para um experimento.
    Ela funciona normalmente, liga, pressuriza, porém na hora de injetar o combustível, ela injeta, mas a pressão cai rapidamente ( de 100 bar para 0). O que pode ser? Estou olhando se está relacionado com o inversor de frenquencia.
    Att

  • Antonio Joaquim

    Olá!
    Tenho uma parati G4 2008 1.8 flex e sei que a pressão nominal do sistema é de 6Bar. Gostaria de saber qual seria a pressão máxima do sistema, com a finalidade de instalação de uma bomba com pressão maior em torno de 12Bar.
    Gostaria da sua opinião.
    Att.
    Antonio

  • Olá!
    Tenho um Palio Weekend ano 98 16V e recentemente tive que refazer o motor e o cabeçote. O problema é que o carro já voltou inumeras vezes na oficina porque a mangueira de combustível sofre alta pressão e se solta, perdendo muita gasolina e exalando um cheiro de combustível insuportável. O mecânico já trocou a mangueira, trocou as braçadeiras, e nada!!!!! Não entendo de carro mas o problema não seria na bomba de gasolina, ouno retorno do excedente quando dá a partida ou quando o carro está em movimento?
    Gostaria de sua opinião
    Att. Antonia

  • Boa noite, tenho um Civic 95 automático, a cerca de um mês quando estava dirigindo ele apagou, verifiquei tudo e nada, foi quando percebi que ao girar a chave de ignição a bomba de combustível não acionava, liguei para o mecânico fez todos os testes e tudo funcionando perfeitamente, Bomba, relé, velas, bobina, foi então que ele me disse que o possível problema poderia se com o distribuidor, mas que ele não tinha certeza pois só testando com outro distribuidor, então gostaria de saber se procede essa informação do distribuidor ou seria algum problema na ignição que não manda o comando para a bomba… Desde já agradeço a atenção.

  • Bom dia
    Gostaria de saber o que tenho que fazer em um motor santana 1,8 que é carburado e estou mudando para injeção,
    me informaram que seria só colocar um coletor e o kit de injeção.
    Pergunto uma injeção de 4 bicos o coletor como seria se o motor é carburado.
    Pergunto a bomba de combustível como seria se o carburado é do lado de fora do motor.
    Uma outra duvida.
    O cambio que tenho é do santana tb mas o motor e cambio estou colocando em um triciclo.
    Pergunto o santana o motor é na frente e o triciclo é a traz tem alguma maneira de inverter as marchas
    porque irão ficar todas contrarias.
    Desde já agradeço a atenção.
    Obrigado

    • Edson, com a sua adaptação para injeção eletrônica, você precisará de uma bomba elétrica. Entretanto, o tanque do seu Santana, acredito eu, que não contempla local para instalação de uma bomba in-tank (dentro do tanque), então você terá que adaptar uma bomba elétrica fora do tanque.

      Com relação ao triciclo eu não tenho certeza… Mas acredito que você não conseguirá inverter as marchas apenas alterando a posição das engrenagens.

  • Boa tarde.
    faz mais ou menos uns 20 dias que o mecânico trocou a bomba de combustível do meu carro um gol 2005 flex. As vezes o carro liga e morre mesmo acelerando e depois não pega mais. Devido a esse problema o carro já voltou para mecânica umas quatro vezes. O que pode ser?

    • Pode ser muitas coisas…

      Como está a pressão da bomba de combustível ? Os bicos injetores, estão limpinhos ? Fizeram o teste de vazão neles ? E o regulador de pressão da bomba ?

      Como disse, pode ser muitas coisas…

  • Thiago Castor

    Boa tarde! Amigo, tenho Peugeot 206 1.4 flex que apresentou problema na bomba.
    Um amigo tinha uma bomba do ômega a gasolina que por sinal são bem parecidas, fiz apenas adaptação de um terminal por conta da fiação… Fiz a troca, o carro pegou, dei umas voltas e tudo certo, porém no dia seguinte o carro não pega de jeito nenhum.
    Será pelo modelo da bomba ser de outro carro? Ou por ser flex ea outra não?
    De qualquer forma Parabéns pelo tópico muito bom e bem explicativo!

    • Que tal retirar a bomba do ômega, e colocar a bomba do Peugeot 206 1.4 flex? Ela encaixa direitinho, e não precisa de adaptações.

      Ps: As bombas de carros flex, são diferente de carros com motores apenas a gasolina.

  • Anderso bom dia, tire a dúvida de um curioso! Como ocorre quando trocamos o combustível de gasolina para gás, a bomba fica operando? para onde segue o combustível?
    Outra pergunta se a pressão do sistema de injeção baixar, o carro apresenta quais sintomas?

  • Boa tarde Anderson Dias, tenho um Fiat uno 2007 que esta puxando o combustível e o ar do tanque de combustível causando uma despressurização dentro tanque e amassando ele, ou seja ele esta subindo a parte inferior, sera vc poderia me ajudar.

  • Bom dia… tenho um civic lxs 2010 flex, o mecânico trocou o tensor e a correia do alternador… depois disso começou a ascender a luz da injeção eletrônica, apresentando falha nos cilindros 1 2 3 4 e falha geral sistema ignição… só que ele ja olhou tudo e foi substituindo peças para testar, mas ainda não encontrou o problema… ja olhou o chicote, sensores, pedal acelerador, velas, bobinas… e nada… se souber o que pode ser, agradeço!

    • Rafael, acredito, eu, que o motor não está perfeitamente sincronizado. Ele está fora de ponto, é uma possibilidade… Você chegou a sair da oficina com o carro nesse estado ?

  • Sim Anderson sai sim… a principio ele estava bom, andei uns 10 minutos, senti ele amarrado, ele reagia a aceleração com certa demora e muitas vezes parece que corta ou acelerava sem eu estar pisando, de repente ascende a luz da injeção e fica piscando, ele não responde mais a aceleração e ai tenho que desligar e religa-lo apos um tempo, ai a luz da injeção ja esta e permanece acesa e não apagando mais, levo no mecânico ele passa no Scanner e da falha no cilindro 1 2 3 4 ; falha geral sistema ignição, antes dava só falha no cilindro 1 e 3, depois que ele trocou para testes, começou estes outros erros… ja foi olhado e trocado para testes as velas, bobinas, borboleta, chicote foi tirado e olhado (revisado), alternador e nada adiantou… o problema começou depois de uma troca de tensor e correia do alternador…

  • Bom dia Sr. Anderson
    possuo um logan 2012 1.6 8v o mesmo em um período de 01 ano em espaço de alguns meses se recusou a dar partida em 2 ocasiões, foram varias tentativas de partida e nada mas, no outro dia voltou a dar partida normalmente,nas dua vezes notei que o rele da bomba não estava atuando ao virar a chave, desta vez ao testar o rele percebi que os 12 V que temporiza os 3s da bomba, só atua se a bobina do rele estiver conectada aos terminais:
    é Assim mesmo e essa temporização é feita pela ECU ?

    notei também que o Etios diferentemente da maioria dos carros, ao virar a chave a bomba não injeta combustível, achei isso interessante!
    Será que esta função foi substituída pela injeção do tanquinho de partida a frio ?

    grato

  • jose ronaldo de oliveira

    alguem pode me tenho uma l200 95 deu problema na boia de combustivel comprei uma nova depois de retirar a velha descobri que nao chega o positivo na boia testei todos os fusiveis estao bons porém o chicote está e so tem o negativo de um lado o positivo nao chega quando ligo meia chave.

  • Ola boa noite me ajude por favor ,tenho um renalt clio 99 deu que foi ao mecanico e trocou a bomba de combustivel Só que quando liga ascende a luz de combustivel no painel que pode ser .

  • honda new fit a bomba ora funciona ora nem da sinal o que pode ser?

  • tenho um honda new fit a bomba ora funciona ora nem da sinal sonoro o que pode ser?

  • Tenho uma moto titan 150 injetada
    Dei um passe de dois 2mm, então deu falta de combustível na moto, daí coloquei o corpo de injeção da 300 e já foi excesso de combustível, retirei tudo e coloquei o corpo de injeção original. O que eu faço para o sistema de injeção jogar mais combustível???? troco só o bico, uso outra bomba no tanque? o que eu faço?

  • Dagoberto Fontes

    Tenho uma EcoEsport 2.0 16V XLT 2007/2007 Automatica, a bomba apresenta pressão de 2Bar, o mecanico sugeriu trocar a bomba de combustivel completa. Gostaria de saber se é possível trocar somente o Refil da Bomba?

    • Sim, é possível. Basta desmontar o módulo da bomba (o invólucro que contém bomba, sensor de nível e tubulações) e retirar o refil, neste caso, a bomba em si. Pegue a referência e procure nas autopeças.

  • Tenho um crossfox 2011 e não consigo descobrir o problema, já foi pra mecânica varia vezes e não resolve, está com a partida pesada, principalmente quando quente, já troquei motor de arranque 2x, bateria, velas, cabos, filtro de ar, filtro de combustível, óleo, filtro de óleo. Estou andando com ar quente ligado assim a têmperntura fica na faixa de 75°, assim ele da uma pesada mais pega, resolvi eu mesmo fazer testes, ja testei cabos e não resolveu, percebi que se eu viro a chave e dou a partida sem esperar ele pega, se eu viro e espero os ponteiros subirem e depois dou a partida ele não vira de tão pesado, aí tenho q esperar uma meia hora pra ele pegar, existe a possibilidade de ele estar injetando combustível quando eu viro a chave e dar calço? Ou o motor poderia sugar combustível depois que eu desligou ele?

  • boa noite, tenho um honda civic 1.5 fabrico 2000, o problema é: nao arranca apos desligar, tem que esperar 5min, achos que injecta muito combustivel e o sensor de pressao podera nao estar a funcionar? ajuda me.

  • fernao vieira

    Boa Noite, procurando soluções para minha divuda li seu topico e foi bastante esclarecedor, por isso tomo a liberdade de pedir sua opinião…
    Sou dono de uma GOL G6 2014, o mesmo apos eu estancar ele no sinal vermelho ficou com algumas anomalias auditivas, nada que mude o funcionamento do carro, nao alterou nada, ao ligar o carro a luz abs e exclamação acenderam e o velocimentro nao funcionou mais, rodei ate um lugar para estacionar o carro e desliguei ele e liguei novamente ai tudo ok, voltou ao normal, nisso percebi que ao girar meia chave a bomba nao acionava para pressuriar, e toda as vezes seguinte que dei partida ela nao fazia o famoso ziiii, mas liga de primeira, noa engasga, nao perde potencia, nada, fique com medo de pegar a br e dar um problema no meio do caminho o fui esdudar, notei que o fusivel que alimentar o rele de pressurização é o mesmo da velocimetro e outros componetes, verifiquei e ta ok, tentei achar o rele e com dados obtidos na internet achei e troquei o mesmo e mesma forma, resolvi desligar a tomada da bomba e dar partida no carro para tirar o combustivel que estava na linha e reconectei a bomba e em fim ela presurizou com meia chave, dei partida e fui andar, ao desligar o carro novamente ele nao fez o ziii, e ta assim, as vezes faz, as vezes nao, e eu to com receio de viajar, nota que o carro nao perde potencia, nao egasga e da partida de primeira,uso gasolina, o que faço?, gostaria de sua opinião, desculpas o texto grande, aguardo.

    • Fernão, não está acontecendo nada com o seu carro. O sistema de injeção pressuriza aciona sim, a bomba, quando a chave é virada para o primeiro estágio ou, dependendo do modelo, ao abrir a porta do motorista. Entretanto, se você desligar e ligar o veículo em um período de tempo muito curto, o sistema não irá pressuriza a linha novamente, ela irá se valer da pressão residual. Depois que o motor começar a girar, então o sistema ativa a bomba e o motor continua funcionando. Quanto a pane no velocímetro e ABS, seria legal um inspeção no sistema elétrico.

      • fernao vieira

        compreendi, ja deixei o carro num periodo de 14 horas sem funcionar e nao pressurizou, mais pegou de primeira, apos andar no veiculo estacionei ele e voltei a ligar e a bomba acionou, o que me deixou confuso foi esta irregularidade ao acionar ou nao acionar a bomba na meia chave, tenho este carro a 2 anos e nao tinha este sintoma, grato.

        • Entendo, você pode argumentar isso com seu eletricista automotivo. O que eu faria, é conferir o estado do relé da bomba de combustível. Este, quando começa a se desgastar, gera problemas como esse, ora a bomba é pressurizada, ora não. Não é certeza, mas se você quer um norte, sugiro verificar o relé da bomba.

          • fernao vieira

            este é grande problema, a fata de conhecimento em determinado assunto nos profissionais da minha regiao, por isto eu mesmo tomo a iniciativa de estudar o assunto e ter noção de parte do problema para ir ai a concercionaria, fiz o seguinte, segui a ordem da injeção, ecu>rele>chicotes>bomba>bicos, e testei o que foi possivel, bomba, voltagem, por fim testei o rele, meu carro tem um banco de 5 reles iguais, mesma referecia. identifiquei o rele e troquei o mesmo, e ele esta em ordem, hora aciona, hora nao aciona, ai sobrou apenas a ecu, vou levar na cs para remapear ela e procurar possiveis danos, voce concorda comigo? desculpas prolongar o assunto mais se a gente consumidor nao tiver munido de informação é extorquido pela lojas.

          • fernao vieira

            anderson, segui todos os passos, e resolvi meu problema acessando a ecu e interpretando os codigos de falha, apos dar um clean na memoria o problema foi solucionado.

          • Boa Fernão. Precisando, estamos aqui.

  • Ola boa noite Anderson tenho um honda civic 13/14 esse dias atrás estava andando com o carro e vi no computador de bordo que faltava 25 km para acabar o combustível e o carro apagou ai coloquei 5 litros de combustível e pegou na primeira e agora andando novamente acendeu a luz de combustível estava marcando 40 km o carro apagou novamente acendeu a luz de advertência andei 500 metros o carro morreu oque sera que pode ser obrigado?

    • Fabio, difícil dizer, é de suspeitar que seja a bomba de combustível, mas me pergunto se você utiliza muito seu carro com o tanque na reserva… A bomba de combustível troca de calor com o combustível, se há pouco deste, há pouca transferência de calor. Se a bomba superaquece, ela para de funcionar. Simples. Entretanto, o superaquecimento pode leva-la ao derretimento e posterior travamento, e então não haverá mais pressão no sistema. O que sugiro, é uma avaliação da bomba, antes de troca-la.

  • eeveraldo santos rios

    tenho um pt cruiser 2016,apos ele passar da rpm2,5 media 100 kh le comesa a perder a força,ele comesa a dar uns tranco e naõ passa desta velocidade ,agradeco uma imformaçao!

  • everaldo dos santo rios

    peço informaçao sobre o problema do pt cruiser 2006

  • Boa tarde Anderson, tenho um Siena 2011, que após 50km ele acende a luz da injeção, após desligar o carro alguns minutos ela apaga e só acende novamente após 50km rodados, já foi trocado sonda lambda, filtros, velas, cabos e foi realizada uma limpeza nos bicos e a bomba de combustível está apitando com o carro em funcionamento, pode ser ela que está causando o problema?
    Desde já agradeço a atenção

  • Anderson Silva

    Bom dia Anderson, tenho um Peugeot 205 1360 cilindrada do ano 1997, quando dirijo a baixa rotação de vez em quando o carro fica a dar muitas cabeçadas, já troquei o filtro de pressão e continua na mesma e já não sei o que fazer mais para corrigir esse erro.

  • RONALDO MOHN

    Boa tarde Sr Anderson
    Tenho uma captiva 3.6 awd ano 2008/09 que tem batido em mecanicos na procura do defeito.Tempos atras o veiculo andava normal de repente a luz do sistema de anomalia acendeu e o carro comecou a falhar nao conseguindo passar de 40 kms hora ate parar totalmente. Levado ao mecanico o mesmo alegou que seria bomba de gasolina que encontrava-se com pressao baixa, providenciei sua troca por outra porem USADA decorrido um curto espaco de tempo voltou o mesmo problema novamente levado ao mesmo mecanico condenou novamente a bomba, substitui novamente a bom por outra tambem usada. No momento estou com o veiculo para do em outra oficina a procura de solucao, ficaria grato se pudesse me dar uma luz para o caso. OBSERVACAO- quando o defeito de funcionamento aparece apos alguns minutos desligado a ignicao volta a funcionar para novamente apresentar o mesmo defeito .Solicito, se possivel for independemente de publicar o comentario que suas infomacoes fosse a mim repassadas em meu Email
    Grato

Your Turn To Talk

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instagram