Cuidados ao Levar o Carro para Oficina

ofi1Pode parecer engraçado, mas muitas pessoas simplesmente não sabem levar o seu carro na oficina (eu não estou falando de dirigir.) independente de gostar de carros ou não. Tem muita gente por aí que ostenta o possante, diz que é um tanque, um míssil, não da dor de cabeça, nunca deixou na mão, “blablablablabla.” Mas na hora de levar o carro para manutenção, o garotão fica mais confuso do que cego em tiroteio. Aparecem aquelas dúvidas cruéis:

Para onde levo? Como vou saber se estou sendo enganado? Não entendo nada de mecânica, então como vou entender o que é necessário?

Essas são apenas algumas das muitas dúvidas que muitas pessoas possuem ao levar o carro para uma oficina, por isso vou dar algumas dicas de como não passar mal na hora de levar o bólido para o médico.

Seja seletivo:

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo sair em busca da oficina ideal, ative seu olho crítico, quando entrar no estabelecimento fique atento a detalhes como:

  • Organização e estrutura: Oficina boa é oficina bem estruturada e preparada para tudo, atitudes como estacionar o carro do cliente na rua é sinal de local mal planejado ou de que ela não está dando conta da demanda de serviços, resultando em atrasos e longas filas de espera. Repare no ambiente também, se os mecânicos trabalham no sol, se o local é muito apertado e quente, acredite locais estressantes estão muito expostos a acidentes de trabalho e falhas no serviço.
  • De modo algum boas oficinas deixam que o carro do cliente aguarde na rua, estas possuem serviços agendados e locais próprios para serviços rápidos (troca de óleo, fluído de freio, pastilhas de freio e etc.), dispõem de ampla área de serviço sem que os mecânicos tenham que ficar fazendo balizas arriscadas onde a chance bater é muito grande, possuem uma boa área de estacionamento para os carros que aguardam serviço.
  • Limpeza: Sim, esse um quesito importante para uma boa oficina. Chão sujo em excesso e mecânicos sujos e desorganizados é sinônimo de um ambiente instável e mal gerenciado, apague a idéia de que oficina boa tem que ter pôster de mulher pelada e o mecânico todo sujo de graxa, isso é coisa do passado (e olhe lá.). Boas oficinas prezam tanto pela higiene do local de trabalho quanto pela higiene pessoal de seus funcionários, oficinas assim você pode facilmente concluir que ela possui sensos de autodisciplina, limpeza e bem estar, que proporciona um ambiente de trabalho agradável e menos desgastante.
  • Atendimento: É o primeiro contato com a oficina, a pior coisa do mundo é você chegar com o seu carro e ver todo mundo andando de um lado para o outro enquanto você está lá parado, esperando para ser atendido. Preste atenção se o recepcionista é atencioso e cortês, se a checagem do veículo é feita corretamente (se possível, facilite, indique pequenos arranhões ou amassados.) e se o consultor escuta os seus relatos sobre o carro com atenção sem apressar muito o atendimento. Muitos problemas ocorrem no momento em que o consultor passa os sintomas do problema para o mecânico, às vezes por ter muitas pessoas para receber o consultor se apressa e não passa para a O.S. (ordem de serviço.) o problema com clareza, resultando em ligações para o cliente dizer novamente qual o problema do carro, simplesmente muito chato.

Nada sala vip, participe do processo:

ofi4Acabe com esse mau costume de ficar em sala “vip” assistindo programa de culinária ou desenho animado, hoje o cliente participa do processo, assiste o serviço, dar opiniões e etc. Converse com o seu mecânico, tire dúvidas, fale de problemas e o principal, fique de olho, infelizmente nem todos os reparadores são confiáveis. O dono do veículo tem a obrigação de saber BASICAMENTE (eu disse, basicamente!) como ele funciona.

Não banque o “expert” no assunto:

ofi5“Não banque o sabichão.” Essa é a frase que mais caracteriza essa dica, por incrível que pareça existem clientes que sabem mais que o mecânico, desmentem o mecânico, se encarrega de comprar as próprias peças (e compra as erradas!), ordena serviços sem necessidade seguindo a sua teoria do “achismo” e etc.

Não seja orgulhoso, se você não entende, pergunte. É mais sensato de sua parte, e deixe que a oficina se encarregue de todo o processo. Não abra oportunidades para erratas (já vi cada uma…).

Respeite o espaço de trabalho do mecânico:

auto mechanic at car suspension repair workComo foi dito acima, o cliente tem todo o direito de observar o serviço, de perguntar e tirar dúvidas, mas sem exagerar. Uma vez que o mecânico estiver trabalhando no carro ou debaixo dele, não invada seu espaço de trabalho a não ser que ele o chame. Também em hipótese alguma pegue a ferramenta e faça você mesmo, não abra oportunidade para erros e acidentes, fique sempre a uma distância que o serviço seja nítido e seguro para você, nada de ficar colocando a cara onde mecânico está trabalhando.

Carro na oficina, a oficina cuida do carro:

ofi3Eu sei que muitos clientes têm um apego tão grande com o carro que nem o próprio pai chega perto, eu entendo perfeitamente. Mas uma vez que o precioso entrar na oficina deixe que ela se encarregue do resto, e isso significa dirigir seu carro (por curtíssimos trajetos.), deixe que os funcionários da oficina executem os processos, levar o carro até o elevador por exemplo. Não fique querendo fazer o trabalho deles, ao mesmo tempo você poderá estar dificultando o trabalho da empresa e, além disso, poderá está correndo risco esbarrar em algo ou até bater em outro carro (sim, existe essa possibilidade.), acredite, se a oficina é de qualidade, ela é a que mais quer que não aconteça nada com seu carro.

Fique tranqüilo.

Orçamento gigante? Cuidado!

ofi7Por mais qualificada que a oficina seja dificilmente ela não aplicará a empurroterapia, pois cerca de 99,999% das oficinas trabalham com comissão e metas, muitas vezes os funcionários se vêem obrigados a “enfeitar” o orçamento para superar a meta do mês. Questione o motivo dos serviços e peça uma explicação técnica, peça para ver o problema, certifique se o carro realmente necessita daqueles serviços, e/ou leia esse tópico.

Retire todos os objetos de dentro do carro:

Se você guarda de tudo no carro, trate de retirar todos os cacarecos antes de ir à oficina. O mais importante é que se o problema for ruídos internos (barulhos.) esses objetos atrapalharam o diagnóstico, ou pior, poderão ser o diagnóstico, resultando em perda de tempo e dinheiro.

Retire tudo de valor do carro, infelizmente a ocasião faz o ladrão, nada de levar o carro com cédulas, bolsas, óculos (caros.), relógio (caros também!), perfumes e qualquer outro objeto chamativo de bobeira no veículo. Caso não tenha tempo de fazer uma faxina no veículo, algumas oficinas retiram os objetos do veículo e os guardam em uma sacola. Você pode também indicar ao consultor que objetos estão no veículo para mostrar que você realmente entrou com ele. Procure sempre evitar.

Espero que com essas dicas fique mais fácil para você encontrar uma oficina confiável, pois elas existem, e são muitas.

 

Auto entusiasta, piloto virtual, técnico em Manutenção e Mecânica Automotiva, estudante de Engenharia Mecânica. Automobilista nato!

  • Obrigada pelas dicas Anderson! Agora estou mais segura para levar meu carro à oficina pela primeira vez!

  • Novamente bom texto. Novamente “Perca” aparece em outro texto. Ou seja, não é erro de digitação, o autor acredita mesmo que existe a palavra “perca”. Isso é erro grosseiro. Muito mais grosseiro do erro em mecânica, porque saber que o correto é PERDA e que “perca” não existe, é sim obrigação de todo mundo. Seus textos são bons, suas dicas são ótimas, mas cuidado pra não cometer esses erros tão grosseiros que fazem uma pessoa muito bem instruída como você parecer alguém que não sabe escrever o básico do português.

  • Augusto Dias

    Desculpe pelo comentário extenso, mas não gostei do comentário acima.
    Antes de corrigir os outros vamos nos corrigir.
    Sobre o artigo, é ótimo, parabéns e faça uma newsletter.
    Perca ou perda
    As duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. A palavra perda é um substantivo feminino, sinônimo de extravio, sumiço, privação, dano e fim. Perca é a forma conjugada do verbo perder na 1.ª ou na 3.ª pessoa do singular do presente do subjuntivo ou na 3.ª pessoa do singular do imperativo. Perder significa, principalmente, o ato de ficar sem alguma coisa.

    O substantivo perda tem sua origem na palavra em latim perdita, devendo assim ser escrito com d na segunda sílaba. É sinônimo de extravio, privação, destruição, derrota, prejuízo, diminuição, morte, condenação, entre outros.

    Exemplos:

    Este programa de perda de peso é intensivo.
    Continuar esperando por ele é uma perda de tempo!
    Minha vizinha nunca superou a perda de sua filha mais velha.
    A palavra perca, enquanto forma conjugada do verbo perder, significa o ato de ficar sem a posse de alguma coisa, de não conseguir alguma coisa, não comparecer, entre outros. Perder tem sua origem na palavra em latim perdere e é sinônimo de deixar, desperdiçar, estragar, corromper, esquecer, atrapalhar-se, absorver-se, desapoderar, entre outros.

    Presente do subjuntivo:
    (Que eu) perca
    (Que tu) percas
    (Que ele) perca
    (Que nós) percamos
    (Que vós) percais
    (Que eles) percam

    Imperativo:
    (Eu) —
    (Tu) perde
    (Ele) perca
    (Nós) percamos
    (Vós) perdei
    (Eles) percam

    Exemplos:

    Perca peso rapidamente! (3.ª pessoa do singular do imperativo)
    É necessário que ele perca algum tempo analisando o texto com atenção. (3.ª pessoa do singular do presente do subjuntivo)
    O médico quer que eu perca peso antes da operação. (1.ª pessoa do singular do presente do subjuntivo)
    As palavras perca e perda são escritas de forma parecida e são pronunciadas de forma parecida, mas seus significados são diferentes. A este tipo de palavras chamamos palavras parônimas. Na língua portuguesa, existem diversas palavras parônimas: perca/perda, precursor/percursor, aferir/auferir, imergir/emergir, diferido/deferido, discriminar/descriminar, iminente/eminente, retificar/ratificar, entre outras.

  • Pessoal, já pensou em um 99taxi para oficinas mecânicas? O 1ª Marcha é exatamente isso, donos de veículos encontram as melhores oficinas mecânicas, recebem ofertas online e agendam um horário com a oficina mais próxima pela internet e com confiança. Se você já ficou com pé atrás com uma oficina mecânica ou precisou de fazer um serviço para seu carro e não sabia onde levar, acesse e experimente: http://www.1marcha.com.br

Your Turn To Talk

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Instagram